19 dezembro 2016

Faculdade: E agora? #7 - Secundário vs Faculdade


1. Roupa

Quem é estiloso por natureza, vai ser sempre estiloso, até se estiver num safari. Mas quem não tem esse talento natural, e passa o secundário a vestir a primeira coisa que lhe aparece, acaba por seguir um dos dois caminhos: a) chega à faculdade e torna-se n@ rei/rainha do estilo, ou b) piora. E depois há as exceções à regra, como eu, em que a coisa é por dias: se acordo cedo e com paciência, ainda sou capaz de escolher uma roupa minimamente decente; se acordo mesmo em cima da hora e mal disposta, apenas agarro em qualquer coisa e saio (normalmente, a sweat da faculdade).

2. Maquilhagem

Esta é daquelas coisas em que se vai do oito ao oitenta, pelo menos no meu caso foi. Quando andava no secundário, maquilhava-me todos os dias. E quando digo todos os dias, era mesmo todos os dias (ao ponto em que das pouquíssimas vezes em que não o fiz, terem-me perguntado se estava doente). Mas assim que cheguei à faculdade e começaram as praxes, eu percebi que maquilhar-me era um desperdício de tempo colossal - sobretudo porque, depois da praxe, eu ia sair de lá pior do que não me tivesse dado ao trabalho. Por isso, deixei de me maquilhar. Entretanto deixei de ir à praxe, mas o hábito de não me maquilhar manteve-se. No meu segundo ano, aos poucos tenho tentado recuperar o hábito de me maquilhar, mas continuam a ser poucos dias em que o faço.


3. Alimentação

Não é à toa que eu engordei bastante desde que fui para a faculdade. Seja porque passei a fazer menos atividade física, seja porque passei a comer menos bem. E nem vamos falar naquela excursãozinha semanal ao fast-food que só passou a existir na faculdade. Massa com atumo ou salsichas, ou às vezes os dois, é, no entanto, a refeição número um do estudante universitário. Ou cereais. Depende dos dias.


4. Estudo

O meu curso é uma exceção à regra, mas, por norma, na faculdade é necessário estudar o triplo do que se estudava no secundário. Rio-me quando me perguntam se na faculdade 'é preciso estudar muito'. Meus caros, se não fosse, toda a gente se licensiava em três anos. Ou se temos 'muitos trabalhos' e aí a resposta é a mesma. Se achaste que estudar aquelas duas horas na véspera do exame de Português foi intenso, então prepara-te muito bem para estudares duas semanas. (PS.: Eu disse que o meu curso é uma exceção à regra, porque é sobretudo prático. Tem mais trabalhos do que teoria.)


5. Vida Social

Eu não senti muita diferença. Era uma pessoa mais ou menos social e continuei a ser. A diferença significativa está no tipo de pessoas com quem me dou e na frequência com que saio com elas. Se no secundário eu saia uma vez por mês e sempre com os amigos do costume, agora saio pelo menos duas vezes por semana e nem sempre com os mesmos. Contudo, para a maioria dos jovens, ir para a faculdade significa aumentar significativamente o seu número de amigos e conhecidos e não há semana sem uma visita a um dos vários bares da zona.


1 comentário:

  1. Adorei Rafa!! ahaha identifiquei-me com tudo o que disseste!! xD
    Beijo grande

    ResponderEliminar

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers