18 novembro 2016

O que aprendi com maquilhagem • Beleza

Imagem in Pexels


Faz quase dez anos desde a primeira vez que usei maquilhagem "a sério". Tinha catorze anos, lápis preto e rimel; foi uma fase. Agora, com alguns anos de experiência e erros, acho que posso elaborar uma lista de coisas que fui aprendendo ao usar maquilhagem. 



1. É suposto ser divertido. 


Quando decides usar maquilhagem não deves fazer por obrigação ou porque a tua amiga te disse que ficarias melhor maquilhada. A maquilhagem deve ser algo que realmente gostas e que te dá prazer de fazer. É uma espécie de hobbie, como tricô, mas na tua cara. 


2. Os prazos de validade servem para alguma coisa.


Odeio a efemeridade das coisas, mas a lei da validade em produtos de maquilhagem tem de ser levada muito a sério. Principalmente com materiais que usamos nos nossos olhos. Ele já sofrem que chegue com a poluição, não precisamos acrescentar todo um novo tipo de doenças e infecções só pelo bem do dinheiro. 



3. Todos temos maus dias


Nem sempre consigo fazer aquele eyeliner super certinho e liso que, oh, dá inveja a muita gente. Mas é normal, não é só uma questão de treino, também tem um factor emocional por de trás destas coisas. E quem já saiu todos os dias da sua vida com as wings simétricas que atire a primeira pedra.


4. O rímel é o eterno salvador.


Aquele dia que não tens tempo para te maquilhar mas os teus olhos parecem ter ficado na rave enquanto o resto do teu corpo esteve a dormir. Usar simplesmente rimel pode mudar completamente o teu rosto e dar-te um ar de quem dormiu mais de quatro horas na última semana. 



5. Melhor sem base que parecer um dorito 


Tomemos como exemplo Donald Trump e qualquer pessoa do Jersey Shore e até aquela irmã das kardashian. Melhor andar sem base que ser laranja. 




6. Batons não são demoníacos


Ao longo dos anos fui encontrando pessoas com um medo terrível da cor. Não na roupa, não no cabelo e nem sequer nos seus desenhos. Mas nos lábios. O medo que se instala nas pessoas de que usar cores fortes nos lábios é algo que só pessoas com lábios carnudos deveriam fazer é completamente despropositado. Não é apenas o tamanho que importa tem a ver também com o nosso tipo de rosto e tonalidade. Experimentem antes de comprar perguntem nas lojas e ficaram visivelmente surpreendidas quando aquele fatal red até que vos fica bem.



7. Produtos mais caros têm melhor qualidade...


Mas tens sempre aqueles mais baratinhos que nos podem surpreender tipo as sombras da Catrice e a base da ELF que até é clara o suficiente para usares. Ou mesmo aquele rímel super barato da essence que nos surpreende pela positiva.



8. Limpar a cara é muito importante.



Dormir com maquilhagem é o equivalente a envelhecer a pele sete dias. Façam as contas do quão velha está no momento a vossa pele. Remover a maquilhagem serve para a vossa pele respirar e se regenerar durante a noite. A não ser que estejam muito bêbadas para sequer saberem como funciona algodão sugiro que nunca mais se esqueçam de retirarem.

DICA: Deixa uma caixa de desmaquilhante em toalhitas ao pé da tua cama. Assim não podes culpar a preguiça mais. 



9. Não te prendas a modas


O que fica bem a algumas pessoas não quer dizer necessariamente que ficará bem em ti. Sobrancelhas grossas e escuras? Sobrancelhas de Instagram? Aquele nonsense de highlight na ponta do nariz? (como se a zona mais larga fosse o sitio mais aconselhável para se valorizar) Nem todas as modas devem ser seguidas ao pé da letra. Inspira-te nelas para criar o teu próprio look.


 10. Less is more


Apesar de afirmar que cada um deve fazer o que bem entender com o seu rosto. A minha filosofia de less e more tem resultado para mim ao longo dos anos. Apesar de não ser o minimalista dos minimalistas a minha rotina de maquilhagem (diária) contém poucos passos para não sobrecarregar a minha pele e lhe dar um aspecto asqueroso de camada sobre camada de produto.



11. Maquilhagem não é sinónimo de futilidade


A posição que a sociedade toma para com maquilhagem e moda é bastante rudimentar e completamente desapropriada. Só porque uma mulher se maquilha e veste bem ou até é bonita já existe uma série de estereótipos a acompanhar: Arranja-se porque não tem mais nada a oferecer. Mentalidade retrograda que precisamos urgentemente mudar. Eu acredito que, ao contrário do que muitas vezes ouço, uma mulher arranja-se não para atrair os olhares alheios mas para si mesma. Eu sei que o faço para quando vir o meu reflexo numa montra na rua conseguir dizer "goddam gurl u fiiiinnneeee".

E isso é importante é compreender que todo este processo e todas estas compras e gastos em cores, em sombras, pós e bases. Não para agradar uma outra pessoa se não a ti mesma/o.





Gostaram do post?
Existem outras coisas que gostariam de ler sobre? Querem reviews sobre algum produto em especial? O que gostariam de ouvir falar mais no blog? Deixem aqui as vossas sugestões!



Sem comentários:

Enviar um comentário

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers