01 outubro 2016

Últimas Séries Vistas #3 • Review


  • Peaky Blinders (T1):

Uma série que não se encaixa bem naquilo que é costume meu ver e interessar-me, mas que me foi vivamente recomendada. Passada após a primeira guerra mundial e tendo como protagonistas ex combatentes desta, mostra desde cedo que tem uma história sóbria, complexa e recheada de mistérios. Ou seja, uma série verdadeiramente interessante e que requer atenção (não vejo muitas séries assim porque séries são apenas uma forma de entretenimento para mim). Contudo, o primeiro episódio revelou-se promissor e agarrei-me à série de tal modo que vi a primeira temporada em dois dias. Creio que me escaparam diversos detalhes, devido à minha enervante mania de fazer multi-tasking, mas o essencial eu apanhei: esta série tem mais surpresas que um pântano radioactivo e é tão viciante quanto heroína. Tem ainda uma banda sonora muito boa e um ambiente histórico bem construído e intenso. A segunda temporada já começou a sair e eu estou ansiosa.


  • The Last Kingdom (T1):

Foi-me apresentada como sendo do género de Guerra de Tronos, algo que o trailer corroborava. Contudo, depois de vê-la, cheguei à conclusão que era bem mais que isso e que, ainda que não seja tão boa como GoT, tem uma qualidade inquestionável. A série explora muito as diferenças entre os povos saxões, britânicos, dinamarqueses e os de influências cristãs. Numa Inglaterra dividida e explorada por povos distintos, observamos a rivalidades e as disputas territoriais como sendo – exactamente – uma guerra de tronos. Considero o protagonista um gigantesco cliché e que podia ter sido melhor explorado e construído, mas, com uma história rica e bem trabalhada, o protagonista quase perde o seu protagonismo e os seus defeitos passam despercebidos. A primeira temporada termina de uma forma muito épica, deixando em espectativa para a segunda – já confirmada.

  • Vikings (T1 e T2):

Como gostei de The Last Kingdom e da 'cena' toda dos Vikings, aceitei o desafio de ver a mais famosa série de Vikings. Acabei por gostar bastante mais desta séria do que da anteriormente vista, sem retirar créditos de qualidade à outra. Acontece apenas que este protagonista é menos cliché e a história tem mais detalhes, focando-se menos em romances e mais na aventura e descoberta do novo mundo. Eu adoro o Ragnar e a Lagertha, adoro a determinação do Ragnar e o espírito guerreiro da Lagertha. Que venha a terceira temporada!

Resultado de imagem para scream queens

  • Scream Queens (T1):

Esta séria é uma mistura de terror/thriller com humor. Mas não se enganem, porque o humor presente nesta série é mais negro que a noite. Tem ainda uma crítica social bastante acutilante e as personagens estão sempre a surprender-nos com a sua inteligência... ou estupidez. É uma obra de mestre em termos de plot twists e mensagens subliminares, mantendo-nos sempre no fio da navalha quanto a quem é quem e quem fez o quê. E já começou a sair a segunda temporada!

  • New Girl (T1 a T5):

Não a 'vi', exatamente; foi mais uma espécie de 'rever' com temporadas extra. Esta sitcom sempre foi das minhas favoritas e nunca me canso da Jess nem dos rapazes. O meu shipp concretizou-se, depois desfez-se, e estou neste momento à espera do seu regresso à medida que a séria avança. E quem diria que a Megan Fox iria entrar? Pois é. Esta é a série mais adorável e cómica de sempre, que mistura o romance, a loucura e o drama num bolo delicioso e viciante.

Resultado de imagem para penny dreadful

  • Penny Dreadful (T1 e T2): 

Outra séria que me foi vivamente recomendada e em que acabei por me viciar. A atuação de Eva Green é qualquer coisa de extraordinária, e a história é tão intensa, com mistério da doce certa e suspense que nos deixa sempre à espera de mais. Tem uma abordagem bastante inovadora e interessante do sobrenatural, que foge de lugares comuns e cenas vistas. É uma série obscura e interessantíssima. Só não gostei (e realmente não gostei mesmo) do Dorian Gray - do ator, da personagem, do seu envolvimento na história. Mas trata-se meramente de gosto pessoal. Talvez por eu ter gostado demasiado do Ben Barnes no filme. Está terminada e tem somente três temporadas.

Resultado de imagem para pinocchio drama

  • Pinocchio:

Tal como a maioria dos doramas/dramas coreanos, só tem uma temporada. Mas se acham que isso é pouco, não têm noção da capacidade brutal que aquele povo tem para fazer doramas. Uma temporada vale por duas, pois contém a dose certa de suspense, mistério, romance e história para nos entreter enquanto durar. Vi outros dois doramas neste meio tempo entre Penny Dreadful e Pinocchio, mas achei que somente este era verdadeiramente digno de colocar numa lista de séries internacionais.  Talvez mais tarde faça uma publicação somente para doramas, mas por enquanto deixo-vos apenas este nesta lista mais geral. Enfim, Pinocchio é uma obra prima, uma obra de arte da televisão. A história é intensa e com um roteiro bem desenvolvido, protagonistas que estão longe de serem clichés, multidimensionais, com histórias próprias que influenciam a história principal. Das melhores séries que já vi.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers