26 outubro 2016

Os meus produtos favoritos Essence • Beleza + Review



Ao fim de meses a arrastar este post, finalmente, ele está feito. 92 fotografias depois e 6 páginas de word, aqui está ele: Os meus produtos favoritos da Essence

Aviso já que algumas das cores dos produtos podem não correspondem na totalidade às cores reais, visto que tirei as fotografias com luz artificial (dois candeeiros a fazer contorcionismo, para ser mais exacta). 
Espero que gostem; daqui a umas semanas sai outro post parecido.

Isto já faz de mim uma beauty guru? 


All about Matt; pó compacto


All about matt; 0,8g

Este pó translúcido é uma das melhores compras, por menos de 10 euros (muito, muito menos) que já fiz.
A minha pele é mista, com tendência a ficar oleosa (então no nariz, nem se fala), por isso sempre que ponho base é indispensável usar pó compacto para assentar a maquilhagem e para “matificar”. (E para evitar que, duas horas depois de maquilhada, a minha pele não se assemelhe a um crepe chinês, principalmente se for verão.)

O All about Matt é um pó leve e serve a todas as cores de pele, por ser translúcido, como podem ver nas fotos (ele não “clareia” a pele, na minha experiência). Não é necessário encher o pincel de pó para, depois da base, se obter uma tez mais uniforme e aveludada; passar um bocadinho já resulta.



A cara não fica ressequida nem “cakey”, porém, logo após a aplicação, na minha opinião, é possível notar aquela ínfima película de pó sobre o rosto. No entanto, isso não é problema, porque cinco minutos depois o pó assenta e parece fundir-se com a base, ao mesmo tempo que mantém aquele aspeto mate.

(Recordo que a minha pele tem tendência a ser oleosa, por isso o que funciona, e deixa de funcionar, para mim, pode não surtir o mesmo efeito em outras pessoas).

Acerca da durabilidade, este pó translúcido não dura uma tarde toda, muito menos um dia inteiro. Na minha pele, o máximo que já durou foram duas horas (talvez dure mais para quem tem uma pele mais norma/seca).

É verdade que a durabilidade não é das melhores (não me mintas, essence, com o teu “matt and natural finish all day long”. LIiiiIIEeeEES.), mas eu aprendi algumas maneiras de contornar a situação.
A primeira é ter sempre o pincel e o pó compacto na carteira, para ir aplicando sempre que a pele fica mais brilhosa.
A segunda é pegar num lenço de papel e pressioná-lo, gentilmente, no rosto, com leves batidinhas, para absorver o óleo em excesso.


Cumpre o que promete?


Em suma, fora o pequeno problema da durabilidade, o All about matt! é um produto bastante bom, que cumpre o que promete: “suave pó compacto para um acabamento natural e matt, que dura todo o dia. Ajuda a mesclar o blush com a base. Fixa a maquilhagem, quando aplicado como pó fixador. Para todos os tons de pele”. (Traduzido do inglês).


Voltaria a comprar o produto?


Sem dúvida que sim. Além de ser extremamente barato (custou-me menos de 3 euros, se não estou em erro) deixa a pele aveludada e com um aspeto natural.
Só para verem, sempre que as minhas amigas me perguntam onde comprar um pó compacto em conta, recomendo-lhes este.  

Quer seja inverno ou verão (altura em que a minha pele escurece dois tons), não tenho de me estar a preocupar em mudar a cor do pó fixador. Por isso o produto tanto é perfeito para as meninas e meninos com a síndrome pele-cor-Branca-de-Neve (olá Aléxia e Rafaela), como para as meninas e meninos mais moreninhos.  

A quantidade de produto que a embalagem contém também é bastante razoável (0,8g). Comprei o meu há mais de um ano e ainda nem a meio vai.
Quanto ao problema da durabilidade, não se pode ter todas as vantagens. O jeito é mesmo andar com o pó ou um lenço de papel atrás.


Lipliner

Lápis contorno de lábios Essence. Por baixo: In the Nude; por cima: Satin Mauve
Satin Mauve & In the Nude


Outro dos meus produtos favoritos da essence são os lápis de lábios. Eu tenho dois, o Satin Mauve e o In the Nude.

O Satin Mauve, como o nome indica, tem uma cor malva intensa, escura. É uma espécie de rosa arroxeado muito elegante, que não é “vibrante”. Só o consigo descrever como sendo uma cor discreta e sóbria, que ao mesmo tempo dá nas vistas.

06 Satin Mauve

Como não tenho nenhum batom com uma cor muito semelhante a essa – e porque a adoro –, utilizo o lipliner para fazer o contorno e para preencher os lábios. E resulta!

Acerca da consistência, o Satin Mauve é durinho, mas ao mesmo tempo cremoso. Conseguem-se fazer linhas precisas e, se for o pretendido, criar, com facilidade, a ilusão de uns lábios mais carnudos, ao contorná-los ligeiramente por fora da linha natural.
No que toca ao acabamento, é parecido ao mate.

O senão de utilizar estes lipliners como batom, é que os lábios ficam secos, e as linhas e fendas dos lábios ficam bastante visíveis (por isso aconselho a usarem sempre uma camadinha de batom hidratante antes da aplicação).

11 In the Nude


O In the nude, apesar de ser da mesma linha, é ligeiramente diferente do Satin Mauve. É mais durinho e não desliza tão bem nos lábios. Tem uma consistência mais seca, se é que se pode dizer isso. A cor é bonita, mas não é o que eu estava à espera. É uma espécie de nude-terra-alaranjado, que se esbateu um bocado na minha pele morena.

Acerca das diferenças, o Satin Mauve comprei-o na “primeira geração” da essence, digamos assim, e o lápis nude comprei há uns meses atrás, tanto que as tampinhas de ambos são diferentes. Por isso não sei se a empresa mudou a fórmula dos lápis, ou se tem a ver com a cor ou com o factor tempo.

O que é certo é que eles são ligeiramente diferentes. Mas ambos são um grande OK para contorno de lábios.


Cumpre o que promete?


No site, o prometido é “as cores giras dos lápis de contorno de lábios asseguram contornos bem definidos aos teus lábios e tornam-nos mais bonitos. um efeito prático: o lápis contorno de lábios é anti borrão e de longa duração.
Já falei dos contornos bem definidos e das cores giras, o anti borrão confirma-se, mas, quanto ao “longa duração”, tenho as minhas dúvidas. Diria que é mais de média duração. Mantem-se ao longo de uma tarde e um lanche com os amigos, mas vai-se esbatendo ao longo do dia e é preciso reaplicar.


Voltaria a comprar o produto?


A essence é uma das poucas empresas que tem lápis de contorno de lábios a pouco mais de um euro. Por isso se eu voltaria a comprar o produto? Trinta mil vezes sim, sim, sim. As cores são todas bonitas e diferentes.
Quando o meu Satin Mauve terminar, podem querer que vou a voar buscar outro (com a consistência atual, por favor).  


Matt touch blush; Blush 

Peach me up!

Como o nome indica, é um blush mate. Existe em três cores, e o meu é a Nº10, “Peach me up!”.

A maioria dos meus blushes são rosa queimado, mas eu sempre quis experimentar uma cor a recair para o pêssego. Ouvia sempre dizer que, no blush, “cores pêssego” são universais e ficam bem em todos os tons de pele, por isso fiquei decidida a testar se isso era mesmo verdade. (E é!)

Este é um blush suave na aplicação e pigmentado na medida certa. Para se obter um look mais natural é preciso saber esbater bem.
Não acho que a cor forneça às bochechas um “tom natural”, e isso não é, necessariamente, um ponto negativo. Sabem a famosa “make cara de rica”? É isso mesmo, este blush é o acompanhante perfeito para uma maquilhagem dessas.



É um blush que diz: sim, as minhas maçãs do rosto não têm este tom, mas olha como o blush está tão bem mesclado e tem uma cor tão gira.

Nas minhas experiências de maquilhagem, este Peach me up! fica muito bem com um batom nude ou uns olhos esfumados.       


Cumpre o que promete?


A embalagem alicia-nos com uma pequena frase. “Blush mate e super suave. Para uma aparência fresca que dura todo o dia” (traduzido do inglês).
Não podia concordar mais. E a durabilidade, ponto em que os outros produtos pecaram, é mesmo boa.


Voltaria a comprar o produto?


Sim, mas desta vez estou de olho no “Berry me up!”.
Mais uma vez, este produto também foi uma pechincha. Nem aos quatro euros chegou.



Gloss brilho XXXL

17 Fabulous Fuchsia

Sempre que vejo no youtube, ou blogs, reviews acerca dos glosses da essence, só são tecidos elogios. E merecidos, diga-se de passagem.

Este foi um dos primeiros produtos que comprei da marca, porque o meu gloss da altura (era da Rimmel e custou-me à volta de sete euros) perdeu-se numa saída noturna. Como não estava com vontade de gastar rios de dinheiro num mero gloss, quando vi os da essence pensei cá para mim é este mesmo que vou levar.



O meu – já foi à guerra, como se pode ver pelas fotos – é na cor “17 Fabulous Fuchsia”. Deixa os lábios brilhantes e com uma aparência hidratada e ainda lhes dá uma corzinha mais rosada.

O cheiro é agradável e doce (isto vindo de uma esquisita com cheiros) e o aplicador é prático. Os lábios colam um bocadinho, depois de se colocar, mas nada que a maioria dos glosses não faça.  
É ideal tanto para usar quando se vai comprar pão como quando se vai sair à noite (experiência própria).


Cumpre o que promete?


Segundo o site da essence: “os fantásticos glosses brilhantes estão disponíveis em cores claras e tons subtis. Dão aos teus lábios um aspeto bonito e cuidado, com um brilho fantástico e uma cor suave”.

Na minha opinião, estes glosses cumprem o que prometem, sim. Tanto que no que toca ao facto de darem um aspeto bonito e cuidado, posso dizer que já tive um batom hidratante (labello, wattermelon shine) que, na aparência, ficava muito semelhante ao do gloss.


Voltaria a comprar o produto?


Sim. A qualidade é tão boa quanto um gloss da Maybelline ou da Rimmel. A diferença é que estes são ao preço da chuva



Batom de longa duração


01 Coral Calling
Acho que todas as meninas que gostam de maquilhagem têm, pelo menos, um batom destes. Toda a gente que conheço tem, pelo menos, um batom destes.

O batom é cremoso e pigmentado. Desliza como um batom hidratante pelos lábios e tem uma cobertura boa (mas não excelente). Quem gosta de batons cremosos e brilhosos qb tem aqui um banquete para se regalar. Por menos de três euros, cada.



O meu é na cor “Coral Calling”, mas não combinou muito bem com o meu tom de pele (talvez fique melhor em pessoas mais branquinhas). Além disso, como os meus lábios são muito pigmentados a cor acabou por se fundir com a cor natural dos mesmos, por isso penso que a cobertura poderia ser melhor.



Todavia, uma das vantagens da essence é mesmo a relação preço qualidade. O batom não é perfeito (e também não é “longa duração”), mas não é mau. É bom, na verdade. Só não resultou muito bem nos meus lábios, até porque não sou muito fã de batons cremosos.


 Cumpre o que promete?


O prometido é que: “este batom confere aos teus lábios uma cor intensa durante várias horas sem secá-los.
O veredicto é que, de facto, o batom não seca os lábios e confere uma cor intensa (o que não é sinónimo de cobertura total). Quanto ao “durante várias horas”, não posso concordar com isso. A vantagem é que, como o batom é tão cremoso, dá para reaplicar em qualquer lugar, mesmo sem espelho.


Voltaria a comprar o produto?

Sim, mas noutra cor.



Pincéis de maquilhagem


Da esquerda para a direita: lip brush; pincel para blush; pincel para pó

Tenho três pincéis da essence, dois da primeira geração e o outro da segunda. Além do design ser a coisa mais fofa do mundo, eles custam uma pechincha. Além de custarem uma pechincha, eles são bons. Muito bons.

Já os lavei mais de cinquenta vezes e nem um pelinho saiu do lugar. Continuam com as cerdas macias como quando os comprei.

Utilizo sempre o pincel do pó para aplicar o pó compacto (a sério?). Mas o lip brush costumo utilizar para iluminar o canto interno dos olhos. E o pincel de blush (porque tenho um outro, reto, ao qual me habituei para usar nas maçãs do rosto), uso-o para aplicar pó compacto por baixo dos olhos, para fixar o corretor de olheiras.  

Para quem se está a iniciar na maquilhagem e não quer gastar muito dinheiro em pincéis (aposto que é mais barato vender a alma ao diabo) os da Essence são o ideal. E mesmo quem já é um pró na maquilhagem não perde nada se os experimentar.

Estes são os meus produtos favoritos da Essence. E ponho as mãos no fogo de que, juntos, não custaram tanto como o meu produto de maquilhagem mais caro. O próximo post  que irei fazer acerca da marca (porque existem os dois lados da moeda) será acerca dos meus produtos preteridos. E vocês, têm algum produto indispensável da Essence? Foi um dos que entrou na lista?




2 comentários:

  1. Da Essence, os meus produtos preferidos sao os vernizes e as mascaras de pestanas :)
    Excelente review, gostei muito das cores escolhidas :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí estão dois produtos que ainda não experimentei, das máscaras já tinha ouvido falar que eram boas, mas os vernizes sempre tive receio de comprar.
      Agora vou dar uma oportunidade aos dois.
      Obrigada!
      Beijinhos :)

      Eliminar

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers