20 junho 2016

O outro apartamento • Texto

Texto também no Spirit.

Sei que bates três vezes na porta, antes de entrares. Que fazes uma sinfonia ritmada, com os nós dos dedos, onde as duas primeiras batidas são mais rápidas que a última.
Sei que gostas de usar vestidos às flores e calças coloridas, que te balanças, como uma criança, sobre os pés juntos, enquanto esperas que a porta se abra.
Por vezes trazes uma cesta, tapada com um pano vermelho e branco aos xadrezes, onde provavelmente estão bolos que a tua mãe fez. Por outras trazes um livro grosso, que carregas nas duas mãos. Mas geralmente trazes-te só a ti, com vestidos florais e pés juntos, em sabrinas rasas.
Costumas colocar uma mecha do teu cabelo castanho e liso atrás da orelha, perfurada mas sem brinco. Coçar um olho, com o punho fechado, por causa do sono, e depois lembrares-te de que podes ter esborratado a maquilhagem, então tentas arranjar o estragado com a ponta dos dedos.
Às vezes tens as unhas pintadas. Às vezes não. Mas quando pintas preferes vermelhos e rosas. Se excluirmos aquele azul, que eu não gosto nada, e que tu por alguma razão adoras usar.
Gostas de trautear músicas inventadas enquanto a maçaneta da porta não se roda para ti.
Agora estás a trautear uma canção — moves os lábios — e paras, envergonhada quando eu abro a porta. Viras-te e eu cumprimento-te.
— Bom dia.
Hoje trazes-te só a ti, brincos brancos nas orelhas furadas e um sorriso tímido.
— Bom dia.
Sorriso tímido.
A porta da frente abre. Surge um rapaz, meu vizinho, que te chama pelo nome e me dá os bons dias.
Eu carrego no botão do elevador, que cheira a ti — cheiras a cerejas vermelhas —, e tu entras no outro apartamento.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers