23 maio 2016

Coração, coração • Texto


Texto também no Social Spirit

Juro que não te compreendo, coração. Era suposto gostares do rapaz que te dá flores, que espera por ti à saída do trabalho e que está sempre disponível para te fazer sorrir e ir comer um gelado.
Era suposto estares perdidamente apaixonado por esse rapaz que faz dos teus sorrisos o seu mundo, que te põe à frente de tudo, mesmo tu não fazendo o mesmo com ele, que te mete às suas cavalitas só porque não encontra um pedestal para lá te colocar.
Mas, não, coração, tu és um burrinho, porque te apaixonas sempre pelo rapaz errado. Dizem que o amor é cego, mas nunca me contaram que era tão pouco inteligente.
Tens de cair em amores pelo idiota que te deixa macerado, cujo sítio mais alto onde te irá colocar será, com certeza, no seu beliche. Sorris para o idiota, feito idiota, que te deixa uma hora à espera de se encontrar contigo, porque se esqueceu do que tinham combinado. Choras quando ele sorri para outras raparigas, porque não tem olhos só para ti.
Coração, tu cansas as pessoas. Devias estar a dar mãos com o rapaz simpático, que faz de ti o seu lugar no paraíso; que pega no mapa e contigo combina o caminho a seguir, que faz planos traçados com lápis coloridos e define bem as rotas para ninguém se perder. No entanto preferes por a venda nos olhos e irritares-te de cada vez que o outro te pega na mão e te puxa para algum lado; corres sempre o risco de tropeçar em algum pedregulho ou de cair num buraco, mas voltas a repetir o jogo da cabra cega de novo e de novo. Acho que tens alguma tara por desportos radicais, que te deixam sempre com essas feridas pequenas.
Coração, coração, mas porque é que nunca mais aprendes?

Imagem: Deviantart - Ideea.

2 comentários:

  1. O texto está lindo.
    Agora pergunto... "e quem é esse coração? " :)

    Beijocas,
    www.wordsofsophie.com

    ResponderEliminar
  2. O meu coração durante uma altura dizia "não vale a pena tentares, porque ele não é quem tu queres que ele seja". E não é que ele tinha razão?
    Por acaso o meu coração tinha mesmo razão, a minha cabeça é que não.

    ResponderEliminar

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers