31 julho 2015

5 coisas que considero impossíveis • Blogagem Coletiva


Blogagem Coletiva do grupo Blogs que Interagem.

No mundo das coisas impossíveis, muitas só o são enquanto não se encontrar modo de as tornar possíveis. Há cem anos, nem se imaginava que o Homem pudesse ir à Lua - era considerado impossível. Até que se tornou possível. Ainda assim, há imensas coisas que, a meu ver, são impossíveis agora e sempre o serão. Por mais avançada que a tecnologia se torne. Estas são algumas.

1. Eliminar o preconceito e/ou a descriminação
Pode-se pensar que a luta contra o preconceito, apesar de difícil, poderá acabar nalguns anos. Mas isso é uma forma ingénua e restrita de se pensar, porque só se está a considerar os preconceitos de agora. Sim, os principais tipos de preconceito e descriminação da atualidade - como o machismo, a homofobia, o racismo, etc - têm os seus dias contados. Mas isso não signica que não surgirão outros para os substituir. É que, bem, a humanidade é ótima a encontrar defeitos, criar rótulos e excluir pessoas. Consigo imaginar claramente que no futuro, quando toda a gente 

2. A Humanidade aprender com os seus erros (e tornar-se boa)
Apesar de não me considerar uma pessimista, sou uma fiel apoiante da teoria do Bellum omnia omnes de Thomas Hobbes. Isto quer dizer que eu acredito que o ser humano é naturalmente mau e só a sociedade lhe determina a moralidade. Ora, quem acredita em Deus provavelmente não acredita nisso (porque o Homem foi feito à imagem de Deus, logo, o Homem tem de ser bom); mas basta ver o caso de Caim, que matou o próprio irmão. E há milhões de Caims pelo mundo fora, que cometem crimes iguais ou piores que os do original. Com a maldade que existe no mundo, é incrivelmente difícil acreditar que as coisas irão mudar. Quero dizer, o Homem já existe há umas quantas centenas de milhares de anos, e não houve uma única época em que ele não cometesse maldades. Porque é que há de mudar alguma vez?

3. Viagens no tempo
Talvez Einstein até estivesse certo, mas tenho muita dificuldade em acreditar nisto.

4. Erradicar definitivamente as doenças
Doenças são como os preconceitos: há sempre algo de novo. Volta ao ponto 1. e lê-lo novamente. Mas, além disso, porque o próprio avanço da ciência é propício à criação de novas estirpes, assim como as novas descobertas e acesso a sítios que têm estado isolados. 

5. Encontrar o fim do Universo
Porque o que é infinito não pode ter fim. Duh!


2 comentários:

  1. Rafa, seu blog está cada dia mais liendo. E essa postagem, gente: me inspirou. Adorei. Infelizmente, muita coisa de que você fala é triste, mas eu também acredito.

    ResponderEliminar

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers