24 fevereiro 2015

Universi... desespero? • Texto

design. Canva

A tua agenda está mais preenchida, riscada, sublinhada e rasurada que qualquer pedaço de arte abstrata que alguma vez tenhas visto. A tua caixa de e-mail está abarrotar de tantos convites, avisos, declarações, subscrições e atualizações. O telemóvel recebe mensagens novas a cada quinze minutos e nem te lembras da última vez que viste a janelinha do skype da cor da barra de ferramentas, porque está sempre cor de laranja. Já perdeste conta aos trabalhos, cujos prazos nem sequer conheces, que tens de entregar - sendo que uns deves enviar em versão digital, outros em versão papel e outros em ambas as versões.

Nem sabes quantas horas dormiste na semana inteira, quantos cafés bebeste nas últimas duas horas - só sabes que, olhando para o caixote do lixo, vês latas de bebidas energéticas que parecem não acabar -, e nem sabes sequer quantas saídas já recusaste porque tens frequências nos próximos cinco dias e sentes que nada sabes sobre as cadeiras delas. Aliás, já nem entendes sequer o sentido ou a necessidade de setenta por cento das cadeiras. Às vezes, por entre os cafés e as cabeçadas no tampo das mesas, ainda te consegues lembrar do nome daquele teu colega que no outro dia te emprestou uma caneta, porque perdeste a tua no autocarro que quase ias perdendo. Era a tua caneta da sorte e tens a certeza que tiveste má nota na frequência precisamente por tê-la perdido.

Só para piorar, sabes que daqui a nada o curso acabou, a vida universitária não foi nada do que sonhaste e vais ser atirada para a vida real sem saberes absolutamente nada sobre ela. Sabes, também, que o curso que estás a tirar pode determinar o teu futuro. Que podes não ter feito a escolha que o mercado de trabalho exigia, mas fizeste a tua escolha e não te arrependes. Por isso, entre suspiros e palavras de auto-encorajamento, dás mais um gole no café quente e agarras na caneta nova que compraste na papelaria do bairro, e pões mãos à obra.

2 comentários:

  1. Achei interessante fazer o texto sem estar na faculdade. Assim, quando já tiver começado e escrever um texto sobre, poderá comparar os dois. Mas, mesmo usando só o que escutou, consegui usar bem as palavras e obter um ótimo resultado. Aff, você é tão boa.

    Gostei do texto, especialmente do final. Eu quero fazer algo relacionado com Artes e Línguas. Isso no Brasil não é muito bom. Eu tenho que ir pra outro país, preferencialmente algum da Europa. Vai ser difícil, mas eu não vou mudar de ideia. É isso que eu quero.

    Enfim, só no aguardo da segunda versão, a com os seus conhecimentos. Sei que vai ser incrível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos a ver, Frodinha, vamos a ver se dá. E espero sinceramente que sim. :D
      E tuuuu vais conseguirr siiiimmmmmmmm 8D Estou aqui a torcer \o/

      Obrigada honey <3

      Eliminar

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers